terça-feira, 26 de outubro de 2010


Voo no pensar

Meus dedos
não acompanham
meus pensamentos,
não sei qual é mais rápido.

Escrevo e corro
Voo...
E cair é sempre uma dádiva
Mergulho fundo
No pensar
No refletir
No tentar entender.

Entender...

Às vezes sinto que compreendo
Por outras só sinto
e fico em silêncio

Já meus dedos não,
ávidos pr'acariciar as letras
abandonam as convenções
as regras
e os acordos ortográficos

O pensamento é luz
não entende de velocidade
vai longe e volta na mesma
intensidade

e eu...
tento sentir
e satisfazer a compreensão.